Diga NÃO ao imposto sindical

‎”Você conhece o imposto sindical? Aposto que sim. Todos os anos pagamos 1 dia de nossos salários para que possamos alimentar as máquinas sindicais. Porém, contrariando a filosofia sindical, esse imposto não é feito por livre escolha e livre associação. Muitas das entidades que recebem este imposto existem apenas em função deste. É comum vermos diversas entidades Pilantrópicas reduzirem o valor do imposto sindical para burlar a lei e sobreviver com o imposto daqueles que não tem interesse nenhum em financiá-las. O fim do imposto sindical fará com que os sindicatos se envolvam realmente com aqueles a quem representa. A CUT, que sempre defendeu a não existencia deste imposto, realiza então um plebiscito para que as pessoas possam mostrar seu voto e fazer com que a sociedade acabe com esta farsa por conta própria.

É bem simples, basta acessar http://diganaoaoimposto.cut.org.br/votar/

e deixar o seu voto.” – Jorge Braga

Anúncios

Publicado por

Rodrigo Santhiago Martins Bauer

Advogado, pós-graduado em Direito Tributário pela LFG, graduado em Direito pela PUC Campinas